O que é DJ Scratching - Dicas de DJ Scratch para todos

Todos nós temos preferências pessoais por DJs que podem mixar faixas de música, mas não há muita discussão sobre o melhor DJé que pode arranhar.

Afinal, a habilidade de dominar a eletrônica é uma das mais desafiadoras.

Então, depois de ouvir esta palavra, a primeira pergunta que surge na mente de qualquer pessoa é

O que é DJ Scratching?

DJ Scratching é uma técnica de DJ e toca-discos usada para mover um disco de vinil para frente e para trás em um plugue para sensações percussivas ou rítmicas.

Um crossfader em um Mixer DJ pode ser usado para esmaecer entre dois registros simultaneamente.

Você também pode usá-lo para hipnotizar a multidão. É também uma ótima maneira de mostrar à multidão do que você é feito e do que é feito.

Uma diferença fundamental na sensibilidade do controle tocado é algo que separa DJs de toca-discos e DJs digitais.

Um disco oferece a um DJ uma chance incrível de criar uma manipulação inovadora do som que cria - uma técnica que ficou conhecida como “scratching”.

Tornou-se bastante popular chamar qualquer manipulação da cabeça do jogo de “arranhar” para o deleite dos turntablists em todo o mundo.

Quem começou o DJ Scratching?

DJ Scratching é iniciado por George Spivey, também conhecido como Jam Master DJ Scratch. Ele nasceu em 21 de junho de 1968 no Brooklyn (Nova York) nos Estados Unidos.

Depois que DJ K LA Boss deixou a EPMD, Jam Master Jay apresentou DJ Scratch na turnê Run's House. Os dois DJs Scratch nomeados como DJs oficiais, ficam impressionados com suas habilidades. 

Enquanto o scratch está ligado principalmente à música hip hop, que apareceu em meados dos anos 70, em certos estilos de rap, rap metal e Nu metal desde os anos 1990.

Scratching é uma medida das habilidades de um DJ no cultivo do hip-hop. A IDA (International DJ Association é anteriormente conhecida como ITF), e os DJs estão participando de eventos de skate no DMC World DJ Championship.

DJs só podem usar equipamentos orientados a scratch (toca-discos, sistemas de mistura de DJ, sistemas de vinil digital ou discos de vinil) em competições de scratch. Os ganchos arranhados costumam usar partes de outras canções em canções de hip hop capturadas.

Grand Wizzard Theodore é o primeiro Dj que arranha os discos. Ele é um DJ inglês de HipHop. Ele é universalmente reconhecido como um fundador arriscado.

Com seu conhecimento de quedas de agulha e outros métodos que inventou ou dominou, ele ganhou uma reputação.

A invenção das plataformas giratórias de acionamento direto, contribuindo para o advento do toca-discos, possibilitou as modernas técnicas de scratch.

As primeiras plataformas giratórias com acionamento por correia não eram adequadas para arranhar porque tinham um tempo de inicialização lento e eram propensas a se desgastar e quebrar porque a correia quebrava por giro para trás ou arranhões.

Shuichi Obata, um engenheiro da Matsushita (agora Panasonic), com sede em Osaka, Japão, inventou a primeira plataforma giratória direta para eliminar carregadeiras acionadas por correia e usou um motor para arranhá-las.

Como raspar um registro? 

A poeira no chão é necessária para arranhar o disco. A textura do vinil é bastante leve. Os registros nus também são empilhados, o que irá danificá-los, pois a poeira entra no meio deles e arranhá-los se os registros se moverem.

Nunca grave nada além de um toca-discos sobre uma mesa ou, na verdade, algo. Mas vai prejudicar o vinil até certo ponto, mesmo se tocar vinil e sua agulha / estilo.

Agulhas específicas não são tão prejudiciais ao arranhar como outras. Você pode torná-lo muito caro.

Como ser DJ Scratcher para iniciantes

Em primeiro lugar, temos que ver qual equipamento é necessário para arranhar 

1. Para a maioria dos DJs, isso significa que você precisa de um par de toca-discos com drive direto, um mixer e discos de vinil para tocar e fazer scratch.

No entanto, os controladores virtuais e CDJs tornaram-se mais difundidos e muitas de suas funcionalidades tornam possível bater, bater volante, virar ou tocar faixas muito lentas ou rápidas, além de outros recursos que os tornam ideais para toca-discos.

2. Isso é fácil se você já tiver um sistema de DJ. Se você quiser saber como riscar, existem apenas duas coisas diferentes de que você precisa. Há um mixer crossfader decente de que você precisa.

3. Há um ponto de fade nele se você usar um liquidificador voltado para o clube, onde você desvanece um deck no outro.

4. Você deve conseguir baixar todas as amostras de que precisa se estiver usando CDJ ou aplicativos digitais.

5. Se você tiver os mixers mais modernos. Ele contém crossfader de mudança de botão. Se fizer isso, você conseguirá traçar a curva ideal.

A curva pode ser ajustada para abrir o fader inteiramente com um milímetro de movimento.

6. Requer alguns sons decentes do zero. Você pode ter um disco de scratch, que está cheio de samples quando você faz scratch com vinil.

Tipos de DJ Scratch e como executar

1. The Baby Scratch

Um arranhão de bebê é o mais fácil de saber. Essa é a base de todos os arranhões. O domínio do coçar do bebê criará uma base sólida para outros arranhões que surgirão com o chirp no futuro.

Os princípios serão idênticos se você usar o CD, o controlador ou o vinil. Se você usar vinil, o centro do vinil é marcado com um marcador.

O marcador é um indicador do início do som. O braço direito ou qualquer outra coisa na plataforma giratória pode ser colocado nesta linha.

Você coloca a mão sob a ponta dos dedos para evitar o som. Siga em frente e recue em movimentos rítmicos e fluidos a partir daí.

Faça isso um pouco antes da primeira explosão da música, depois bata para cima e para baixo.

RECOMENDADO  Learn Digital Vinyl System - Beginner to Advanced Tutorial

Faça no tempo certo com a batida de outra música antes de deixar a faixa ir, e você apenas ampliará sua paleta de DJ e terá uma mixagem mais interessante com muito pouco esforço extra.

2. O Rabisco de Rabisco

Este rabisco envolve colocar e remover o crossfader. Raspe o mais rápido possível uma pequena parte do registro.

Levante o braço e puxe para baixo em uma ação semelhante a um espasmo para mover o disco rapidamente. Participe do próximo evento de DJ com sua expertise. O arranhão de rabisco é na verdade um arranhão de bebê ajustado.

3. O Rasgo Arranhão

O arranhão de rasgo é um arranhão fino com uma pausa. Durante o passo para frente e a cabeça do volante.

Movimentos para trás, dividindo um movimento em fases. Dois ou mais elementos do tom. “Tear” define o recurso de arranhão com muita precisão; mova ou puxe o som para duas ou mais seções quando a panela sob seu dedo estiver se movendo.

O rasgo é uma variante mais complexa do arranhão do bebê; o fader costuma estar ativo, mas o movimento do registro é alterado para fazer uma breve parada nos movimentos para frente e para trás, nos quais o registro é realmente breve.

Três sons / notas especiais são feitos. Os arranhões de um bebê vão e voltam, uma lágrima pode ir para trás, para trás ou talvez para trás, para trás, para frente, para trás, para trás, para trás, para frente.

4. The Drag Scratch

Abra o fader no início do som a ser indicado. Mude o som de 9 para 12. a partir da posição 9.

Primeiro, faça de novo e adicione um pouco de música sem batida. Isso pode parecer muito fácil, mas você precisará progredir para arranhões mais complicados.

Arrastar é um scratch que move lentamente o disco, então o sample é tocado em tom baixo.

Os arraste podem ser utilizados para modificar qualquer intervalo de arranhões, como “arrastar e arrastar”, mas geralmente significa soltar o arrasto ou arranhar dividido sempre que um arrasto é definido por si mesmo.

A linha parece estar passo a passo no TTM para mostrar o tom grave.

5. Orbit Scratch

A órbita é repetida em arranhões para frente e para trás; ele é adicionado principalmente ao scratch porque há um fader aberto mudando a direção de forma que voltar e repetir cliques reversos é um scratch “cheio”. 

6. Cut and Stab Scratch

O corte scratch é chamado de release, chop ou stem, e inclui ambas as mãos, às vezes até 'amostragem', quando feito no nível básico.

Isso libera o registro (a mão de arranhar permite o controle do motor) enquanto o fader está aberto para permitir que os alto-falantes soem, e o fader é desligado enquanto o registro é reiniciado no início da gravação.

Quando esse scratch deve ser feito imediatamente, a mão que coça deve simplesmente empurrar o som para acelerar (especialmente para escorregões bastante descuidados).

Os termos corte ou punhalada geralmente significam sinais sonoros muito mais rápidos do que apenas um corte simples.

7. O Transform Scratch

A transformação é feita principalmente usando o fader de saída de velocidade do som (por exemplo, em colcheias).

A transformação é feita muito rapidamente. O processo de gravação pode variar, mas o som deve ser interrompido / cortado e, quando a agulha muda de direção, o fader nunca é aberto.

O baby scratch é a maneira mais fácil de fazer isso, e o fader é duplo em cada direção. O scratch ganhou esse nome porque o ouvinte ouviu e observou que o desenho animado se transformava em robôs se transformando em estados de robô a partir de seus veículos.

DJ Jazzy Jeff e DJ Cash Money foram os primeiros a criar isso. O crossfader é importante para a transformação.

Quando ele se tornou um herói da ação fundida em molde, não um wüs de plástico barato do jogo, quando você já está por aí há tempo suficiente para se lembrar do Optimus Prime, pode entender como a transformação ganhou seu nome, como sempre foi, em os desenhos animados da Hasbro.

Você pode repetir esse som clicando no fader de abertura e fechamento para entrar e sair do som ao mover seu prato e, combinando seus bebês com eles, você pode obter uma gama enormemente variada de sons.

8. Scare Flare Scratch

Um flare é como um transformador, mas quando o fader aberto acontece. O fader fechado ou clique entra na mudança direcional. Esta parte pode envolver vários cliques e um sinalizador de 2 cliques, 3 cliques etc. O scratch é nomeado por DJ Flare, seu inventor.

9. O Spinback Scratch

Spinbacks não estão gravando exclusivamente. No entanto, os CDs são igualmente onipresentes e, ainda assim, únicos, e muitos aplicativos têm um impacto de spinback rápido ativado por botão.

Mas há tudo que eu não sei sobre um spinback manualmente. A velocidade e o estilo são controlados e também parece legal, o que também é importante!

No final da música, coloque o dedo no prato em que deseja virar e vire-o o mais rápida e suavemente possível ou - e é meu favorito - enrole a trilha ritmicamente para trás, primeiro e depois siga lentamente o ritmo invertido até que a tensão desapareça.

10. O Laser Scratch

Um laser, também laser de grafia, é feito para riscar o disco junto com o controle da mão de gravação, criando (com a maioria das amostras) um efeito sonoro característico, não muito diferente de um laser em um videogame antigo, como invasores do espaço e, portanto, o nome.

O laser é difícil de gravar em TTM, pois foi lançado originalmente, então o formato TTM foi aprimorado para incluir a capacidade de gravar o movimento do laser com o fácil fader DJ Skar.

Está marcado na linha do liquidificador com um triângulo e colchetes apontando para cima para mostrar por quanto tempo as medições a laser devem ser feitas.

O laser é geralmente executado por meio de vários golpes reversos e para frente e pode ser feito com as duas mãos para fazer um disparo mais rápido.

11. Vibrato Scratch

É o efeito de oscilação em torno da afinação principal, que Vibrato é o termo tirado de outros instrumentos musicais mais convencionais.

Na plataforma giratória, o controle de gravação pode ser usado ou o controle de inclinação pode ser usado quando o motor está ligado. O controle de pitch pode ser 'íngreme' ou lento, de modo que algumas plataformas giratórias não podem ser trabalhadas facilmente.

12. Toque em Scratch

O termo 'tap' significa o som de toque do fader quando ele é fechado, então um clique é um estágio em que o fader é desligado muito rápido.

O número de cliques encontrados em um scratch pode ser indicado: por exemplo, um duplo clique Flare tem dois fechamentos para o fader em um movimento para frente.

Deixe um comentário